10 truques para você enganar seu cérebro



10 truques para você brincar com seu cérebro e deixá-lo piradão

 O cérebro é o principal órgão e centro do sistema nervoso em todos os animais vertebrados, e em muitos invertebrados. De um ponto de vista filosófico, pode-se dizer que a função mais importante do cérebro é servir como estrutura física subjacente da mente. Apesar do rápido avanço científico, muito do funcionamento do cérebro continua um mistério. Preparamos uma lista com 10 truques bem divertido para você "brincar" com seu cérebro, confere aí:


10. Cavalos

No começo isso pode parecer uma piada de mau gosto. A experiência é a seguinte: Sintonize o rádio em uma estação que reproduza estática. Em seguida, deite-se em um sofá, apague as luzes e com uma fita dupla e duas metades de uma bolinha de pingue-pong, cubra seus olhos colando as metades das bolinhas conforme mostra a figura acima ( tome cuidado na hora de cortar a bolinha e colar para não se machucar). Dentro de minutos você deve começar a sentir um bizarro conjunto de distorções sensoriais.

Algumas pessoas vêem os cavalos galopando nas nuvens, outras ouvem a voz de um parente morto e logicamente algumas não conseguem ver nada e pegam no sono. Acontece que a mente da maioria das pessoas é viciada em sensações de modo que quando há poucas sensações (que é a finalidade de bolas de ping pong e estática, bloqueando os sentidos) o seu cérebro acaba por inventar suas próprias.

9. Espante a dor
Você vai pensar: “Ah não! Essa não dá para engolir!” Mas o que eu posso fazer, são dados científicos. Recentemente, o Instituto de Pesquisa da Universidade de Oxford levou à descoberta de um novo assassino de dor – o binóculo invertido.
Os cientistas demonstraram que os indivíduos que olharam suas mãos feridas pelo lado errado do binóculo ( fazendo com que tivessem a sensação que a mão estava menor) experimentou significativamente menos dor e menor grau de inchaço. Segundo os pesquisadores, isso demonstra que até mesmo as sensações corporais básicas tais como a dor são moduladas por aquilo que observamos. Então da próxima vez que você topar com o seu dedão no bidê ou cortar um dedo, faça um favor a si e desvie o olhar!

8. Confundido a Propriocepção
Isso requer duas cadeiras e uma venda. A pessoa vestindo a venda deve se sentar na cadeira de trás, olhando para as costas da pessoa sentada na frente. A pessoa de olhos vendados, em seguida, estende o braço e coloca a mão no nariz da outra pessoa. Ao mesmo tempo, ele deve colocar sua mão sobre o seu próprio nariz e começar a acariciar os dois narizes ao mesmo tempo. 
Após cerca de um minuto, mais de 50% das pessoas relatam que seu nariz está incrivelmente longo. Por esse motivo este efeito é chamado Efeito Pinóquio.
O efeito Pinocchio é uma ilusão que dá a impressão o nariz está crescendo mais e mais, como aconteceu com o personagem literário, Pinocchio, quando ele contava uma mentira. É uma ilusão de Propriocepção, estudada por Lackner em 1988.

7. Confundido sua Mente

 
Levante o pé direito alguns centímetros do chão e, em seguida, comece a move-lo em sentido horário. Enquanto estiver fazendo isso, use um dedo indicador direito e desenhe um número 6 no ar. Seu pé vai girar em sentido anti-horário e não há nada que você possa fazer sobre isso!
O lado esquerdo de seu cérebro, que controla o lado direito do corpo, é responsável pelo ritmo e o tempo de execução. O lado esquerdo de seu cérebro não consegue lidar com a operação de dois movimentos ao mesmo tempo e por isso combiná-los em um único movimento. Certas pessoas conseguem lidar com isso, porém é muito raro e por vezes resultado de um treinamento intensivo, como é o caso do Jô Soares que segundo dizem, consegue escrever com as duas mãos ao mesmo tempo coisas diferentes.

6. Confundido a visão
Esta imagem está girando?

Quantos pontos pretos existem nessa figura?
Os Blocos do centro são perfeitamente quadrados ou não?
A imagem desfocada está se movendo?
5. Síndrome do membro Fantasma, como reproduzir

O vídeo Aqui demonstra como reproduzir a síndrome do Membro Fantasma, onde você pode enganar o cérebro de uma pessoa afagando uma mão de borracha falsa e uma mão real ao mesmo tempo. Infelizmente não consegui o vídeo legendado mas não é difícil entender a prática.

O que é a síndrome do Membro Fantasma?

As pessoas que sofreram amputação de uma parte do corpo sabem perfeitamente que não é alucinação ou mentira: elas têm de fato diversas sensações nessa parte ausente. Alguém que perdeu um braço, por exemplo, pode sentir dor nele ou ter a sensação precisa de que moveu os dedos ausentes para realizar uma tarefa qualquer.
Geralmente essas sensações desagradáveis são provocadas por movimentos imaginários, inteiramente anômalos e forçados, como se as articulações se movessem no sentido antinatural, provocando dor. Essas estranhas percepções de regiões do corpo que não existem mais são conhecidas há muito pela humanidade, e chamadas atualmente síndrome do membro fantasma.
A síndrome ocorre em cerca de 85% dos amputados, e suas manifestações podem variar desde um calor prazeroso até uma intensa coceira que não tem solução… porque não há o que coçar. Os neurocientistas já têm uma explicação parcial para o fenômeno, embora seu mecanismo preciso ainda não seja conhecido. Pior: os médicos não têm como tratá-lo, embora mais de 60 estratégias clínicas, cirúrgicas, psicológicas e alternativas já tenham sido propostas.
A questão é que o cérebro do indivíduo aprendeu durante muitos anos de sua vida, antes da amputação, que a ativação daquela região específica devia ser interpretada como “braço”. Por isso, estímulos incidentes no coto, no ombro ou mesmo no queixo – um simples movimento involuntário, ou a passagem suave do vento – são percebidos como algo sentido no membro ausente.

4. O Som “20s” 18000Hz

Quer tentar escutar o “20S”, clique AQUI: Sinewave 18000Hz (em 20s)
Tente ouvir este som. Ele é chamado de “20s”, o som que apenas uma faixa etária pode ouvir. É uma onda de 18.000 Hz (em comparação, um apito de cachorro está na faixa de 16.000 – 22.000 Hz – o que significa um cão pode ouvir este som também). Este som é utilizado por alguns adolescentes como toque de seu celular para que apenas eles (e outros de sua faixa etária é claro) possam dizer quando o telefone está tocando. Na Inglaterra, por exemplo, quando as autoridades desejam expulsar os adolescentes de certos lugares, ocasionalmente utilizam esse artifício, colocando esse som em altíssima intensidade para incomodá-los (visto que só eles poderão ouvir).
O ouvido interno dos seres humanos têm um design funcional para ouvir os sons em uma faixa de freqüência. Audição não é uma mera função de ouvidos, mas sim um conjunto entre ouvido e algumas regiões do cérebro. Conforme as pessoas envelhecem, perdem a habilidade de ouvir sons mais agudos _ que é a razão pela qual apenas jovens poderem ouvir este som – é muito elevado para a maioria das pessoas com idade superior a 20.

3. Confundido seu Fotorrecepção
Olhe para o ponto central (sinal) da imagem em preto e branco por pelo menos 30 segundos e depois olhe para uma parede perto de você, você vai ver um ponto brilhante … ou não (algumas pessoas não enxergam nada, outras enxergam outra coisa)
Olhe para o olho do papagaio, enquanto você conta lentamente até 20, logo em seguida olhe para a gaiola vazia. A imagem tênue de um pássaro azul-verde deve aparecer na gaiola. Tente a mesma coisa com o cardeal verde, e uma ave magenta fraco deve aparecer.
Quando uma imagem é observada por um determinado período de tempo (geralmente em torno de 30 segundos) e, em seguida substituído por um campo em branco, o efeito chamado de pós-imagem acontece. A explicação comum dada para uma pós-imagem é a de que os fotorreceptores (cones e bastonetes) do olho ficam “cansados”, e por isso não funciona tão bem quando os fotorreceptores estão no seu estado normal, sem ser afetados pela fadiga (a “fadiga” é realmente causado pela descoloração temporária dos pigmentos sensíveis à luz contido dentro da fotorreceptores) Isso resulta em informações que são fornecidas pelos fotorreceptores por causa do desequilíbrio, fazendo com que essas imagens apareçam. Normalmente o equilíbrio retorna entre 10 a 30 segundos e por isso que as imagens vão desaparecendo do seu campo de visão.

2. Vontade de fazer xixi? Pense em sacanagem...

Pensar em sexo mantém o cérebro ocupado, por isso o desconforto parecerá menor. Temos dois impulsos da urina. Quando a bexiga expande, gera um estímulo de urinar, chamado primeiro estímulo, que é suprimível. Agora há um segundo, que é quando a bexiga está com seu volume máximo suportável. Se for esse o caso, aí não adianta pensar em nada.

1. Confundido sua Percepção
Dê uma olhada para a menina girando. Você vê ela girando no sentido horário ou anti-horário? Na verdade a rotação pode ser ligada as duas direções, embora seja difícil para muitas pessoas perceber isso. Bom, para não acabar com a diversão, não irei contar o segredo. Faça uma tentativa.

A “menina da rotação”é uma forma de a ilusão de movimento rotacional. A imagem não está objectivamente “girando” em um sentido ou outro. É uma imagem bidimensional que está simplesmente se deslocando para trás e para frente. 
Mas nosso cérebro não evoluiu para interpretar representações bidimensionais do mundo, visto que passamos nossas vidas em um mundo tridimensional (ou quadridimensional, se você considerar o tempo como parte do conjunto). 

Portanto, a interpretação visual assume que estamos olhando para uma imagem 3-D e usa pistas para interpretá-la como tal. Sem pistas adequadas, nosso cérebro decidi arbitrariamente o melhor ajuste – uma imagem 3D girando no sentido horário ou anti-horário. E uma vez que este ajuste é escolhido, a ilusão é completa -, vemos uma imagem 3-D rodando.
Agora que você leu o texto, vou contar o segredo: Ao olhar ao redor da imagem, concentrando-se na sombra ou alguma outra parte, você pode forçar o sistema visual a reconstruir a imagem e assim dando a alternativa para a escolha da direção oposta, e logo a imagem irá girar no sentido oposto aquele que você inicialmente enxergou.

Um comentário: